David Bowie, feliz aniversário atrasado

Ontem, 08 de janeiro, o camaleão do rock completou 65 anos de idade.

Não sou aquela pessoa que sabe tudo sobre o Bowie e que tem todos os CD’s dele no iTunes, mas sou fã do que ele representa para a cultura pop e também da ‘bizarrice’ dele – no bom sentido, claro.

Aos 17 anos e com cabelo comprido, Bowie fundou uma sociedade de Prevenção Contra a Crueldade à Homens de Cabelos Grandes. É mole? pausa para os risos

A primeira música que eu ouvi dele foi ‘The Man Who Sold World’, mas na versão do Nirvana.

Nem sabia que a música era do Bowie, e só fui saber disso em 2010 como eu sou atrasada.  Após fazer uma pesquisa e saber finalmente quem era David Bowie, eu me apaixonei por ‘Changes’.

Mas o meu xodó é ‘Rebel Rebel’ e nem sei o motivo. A primeira vez que eu ouvi ela eu era uma pirralha e nem lembro o dia, o local ou a hora que eu me apaixonei por essa música. Não sabia quem cantava, não sabia o nome da música. Só sabia que ela era mágica para mim. Anos mais tarde, quando a trilha sonora de ‘The Runaways’ com a Kristen Stewart e Dakota Fanning vazou, eu baixei para saber como havia ficado as músicas que elas haviam regravado para o filme e me deparo com aquela mesma música que havia me encantado tempos atrás. Chorei de alegria, sem mentira nenhuma.

Como sou somente uma admiradora do trabalho de Bowie, acabo o post por aqui. A minha pequena homenagem à ele está aqui, por ele ter feito essas três músicas que marcaram a minha vida.

Agora, se apaixonem por ‘Rebel Rebel’ *–* ou não

@luanamiyuki

(post dedicado à minha amiga Yasmin, porque essa menina é um poço de cultura)

Anúncios