#MusicMonday: The Temper Trap

Joseph Greer (teclado, guitarra, backing vocal), Lorenzo Sillitto (guitarra, backing vocal), Dougy Mandagi (vocais, guitarra), Toby Dundas (baterista) e Johnny Aherne (baixo)

O nome The Temper Trap é a combinação da música “The Lady is a Tramp” com o filme The Parent Trap. Conheci a banda através da trilha sonora de 500 Dias com Ela, com a música “Sweet Disposition”, que praticamente foi a percursora pelo sucesso e atenção que a banda começou a receber. Depois que ouvi “Soldier On” na trilha sonora de I Am Number Four, decidi que era hora de saber mais sobre a banda.

A banda é australiana e começou em 2005. Dougy Mandagi conheceu Johnny Aherne em 1999. Seis anos depois, Mangadi conheceu Toby Dundas quando os dois trabalhavam na mesma loja de roupas. Em 2005, decidiram formar uma banda e Dundas chamou Lorenzo Sillitto para se juntar ao grupo. Em março de 2006, eles se apresentaram no St Jerome’s Laneway Festival. Em novembro do mesmo ano, assinaram com Michael Gudinski e lançaram o EP The Temper Trap.

Em 2008, a banda lançou o seu primeiro CD, Conditions. Mandagi disse que a banda se inspirou em Radiohead, Prince, Massive Attack e U2 para gravar o disco, que foi produzido pelo mesmo produtor do Arctic Monkeys. Fizeram uma turnê pela Inglaterra e em vários festivais na Austrália. Em 2010, ganharam dois prêmios australianos como melhor grupo e single australiano mais popular com “Sweet Disposition”.

Conditions

Rest

Ressurrection

Love Lost

Down River

Soldier On

Fader

Fools

Science of Fear

Drum Song

Sweet Disposition

Em 2011, lançaram o CD The Temper Trap e fizeram turnê pelos Estados Unidos, Austrália e Inglaterra. Por agora, pelo o que eu sei, eles estão tocando em uma porrada de festivais e irão para a Tasmânia em novembro, o que não é pouca coisa.

The Temper Trap

Need Your Love

London’s Burning

Trembling Hands

The Sea is Calling

This Isn’t Happiness

Where Do We Go From Here

Never Again

Dreams

Rabbit Hole

I’m Gonna Wait

Leaving Heartbreak Hotel

Want

The Trouble With Pain

Everybody Leaves in the End

Miracle

 

@luanamiyuki: “A moment, a love. A dream, a laught.

A kiss, a cry. Our right, our wrongs.” – ♪

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s