Mande o tédio se lascar, pegue um pedaço de torta e assista Pushing Daisies

Quando o jovem Ned tinha 9 anos, 27 semanas, 6 dias e 3 minutos, seu cachorro Digby, que estava com 3 anos, 2 semanas, 5 horas e 9 minutos de idade, foi atropelado por um caminhão. Após tocar em seu cachorro morto, Ned percebeu que ele não era como as outras crianças. Nem era igual a ninguém quanto a isso. Ned podia tocar coisas mortas e trazê-las de volta a vida.

Este toque era um dom dado para ele, mas não por ninguém em particular. Não havia caixa, não havia manual, nem garantia. Apenas estava ali. Os termos de uso não eram imediatamente claros, nem causavam preocupação imediata. Até uma artéria no cérebro de sua mãe estourar e a matar instantaneamente.

O dom de Ned vinha com uma advertência também. Era um dom que não apenas dava, mas tirava.  Ele descobriu que só podia trazer os mortos de volta a vida por 1 minuto sem consequências. Um pouco mais e outra pessoa teria que morrer. No grande esquema de coisas do universo, Ned trocou a vida de sua mãe pela do pai de Charlote “Chuck” Charles, sua paixão de infância. Mas tinha mais uma coisa sobre tocar os mortos que Ned não sabia.

Primeiro toque: vida.

Segundo toque: morte de novo, para sempre.

Da esquerda para a direita: tia Lily, tia Vivian, Emmerson Cod, Chuck, Ned, Olive e Digby (cachorro).

Foi em uma madrugada (quinta-sexta) que me deparei com esse seriado no SBT. Havia dormido com a televisão ligada e quando fui desliga-la, não consegui. A história havia me conquistado e eu estava ali, apaixonada por esse seriado.

Pushing Daisies foi ao ar no canal ABC de 2007 a 2009. A primeira temporada conta com somente 9 episódios e a segunda 13 episódios.

Ned se torna um Pie-Maker (fazedor de tortas na tradução literal) e é dono do Pie-Hole (cantinho da torta).

Olive é sua garçonete e completamente apaixonada por ele.

Emmerson é um detetive particular que busca resolver assassinatos para ficar com o dinheiro da recompensa. Ele descobre o dom secreto de Ned e a partir daí os dois se tornam sócios. Ned ressuscita a vítima por 1 minuto, pergunta quem ou o que a matou e Emmerson resolve o resto do caso.

Tudo ia bem, até o dia em que Chuck foi assassinada em um navio. Oferecem uma recompensa para quem encontrar o assassino, Emmerson se interessa pelo caso, Ned ressuscita Chuck, mas não consegue “matá-la” novamente. Assim, Chuck vive e o dono na funerária morre. Uma vida pela outra.

Então, os problemas surgem: Olive fica com ciúmes de Chuck, Emmerson acha errado tê-la ressuscitado por mais de 1 minuto, Chuck não pode voltar para sua antiga vida com suas tias Lily e Vivian e Ned não pode toca-la novamente.

Para se beijarem, Ned e Chuck usam filme plástico para que não ocorra contato entre eles.

Um conto de fadas forense, Pushing Daisies me encantou com sua história, seus personagens, sua narração com rima, seu jeito “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” de ser feita.

A série foi nomeada a 3 Globos de Ouro em sua primeira temporada. Por causa da greve dos roteirista em 2008 nos Estados Unidos, a segunda temporada foi adiada o que acabou prejudicando a série. Em junho de 2009, a ABC  anunciou o cancelamento da série por causa da baixa audiência aham, sei

Prometeram um filme e a continuação da história em forma de quadrinhos pela DC Comics. Mas não há nem fumaça de um filme pelo que eu sei e os quadrinhos viraram lenda, porque a DC havia confirmado que iriam ser lançados, mas até agora ninguém viu nada.

Enquanto aguardamos o filme e os quadrinhos, por que não comer um pedaço de torta?  *–*

"Irei segurar a minha mão, imaginando que estou segurando a sua." - Chuck

@luanamiyuki

(post dedicado a um amigo Pie-Maker que eu tenho)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s